sábado, 8 de março de 2008

O casamento

O casamento, chegou o dia! João Queca e Maria Boua Queca vão casar-se, prepararam uma festa de casamento normal, pirosa, intensa e cara. O noivo está na igreja fato igual ao dos outros milhões de noivos que já vi, a noiva de vestido de cor branco virgem e hipócrita, vem numa limusine que custou 1000€ para fazer dois quilómetros, ela entra na igeja, mal repara no noivo, seus olhos focam-se no padre, acabado de sair do seminário. O padre acaba a cerimónia, e ambos os noivos acabaram de se arrepender de ter dito sim, pois perderam a consciência de que será para toda a vida, até que a morte ou o divórcio os separe.
A limusine segue para o restaurante, mais 2000€, ela é seguida de uma fila imensa de carros que entopem todas as estradas do restaurante à igreja. Todos sentados comem todos como se fosse o seu último almoço, muitos dizem mal e continuam a comer...Intervalo. A maioria dos convidados dirige-se para casa, o resto segue os noivos para o local onde se irá tirar as dezenas de fotos, e mais fotos, vídeos e mais fotos.
Copo de água: come-se ainda mais, como se fosse o último jantar da vida dos convidados, dançam ao som da música Pimba, come-se o bolo da noiva, bebe-se o champanhe, dá se o dinheiro aos noivos e vai-se para casa ou para o hospital por indegestão.

Vai-se a ver: - o dinheiro dos convidados não chegou para pagar o sequer o restaurante
-a noite de núpcias foi boa, mas foi a única durante o casamento
-passado uma semana sem se poderem ver pediram divórcio
-a casa a que deram entrada, foi hipotecada
-e vão recordar o dia do casamento como o pior dos seus dias

Será que vale a pena?

Um comentário:

André O. disse...

Diogo
O teu blog digamos que esta'...
...
...
como se diz!
...
...
Brutal, Curti Bue

Ptt
1 Abraço